O uso de cartórios de protesto pelo poder público e empresas que detêm concessão pública aumentou em sete vezes nos últimos três anos, considerando o primeiro quadrimestre, no estado de São Paulo. Os dados são uma compilação do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil – seção São Paulo, que atribui o aumento ao fato de os cartórios proporcionarem rápida recuperação de crédito, segurança jurídica e credibilidade.

Entre janeiro e abril de 2017, dos cerca de 4,5 milhões de títulos enviados a protesto nos cartórios do estado – que tem atribuição legal para cobrança das dívidas –, 44% (1,95 milhão) eram de governo, prefeitura ou concessões. No mesmo período de 2014, do total de 2,7 milhões, apenas 10% (268,7 mil) dos protestos tinham origem no poder público ou em concessionárias.

Leia mais em http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-08/cartorios-de-protesto-sao-opcao-segura-para-cobranca-de-dividas-do-poder