Depois de intensificar os protestos de títulos inadimplentes, por meio de parceria com cartórios, a Prefeitura de Campo Grande vai terceirizar o serviço de cobranças extrajudiciais.

A medida, semelhante à adotada em 2001 pelo município, já havia sido anunciada no plano de combate à inadimplência da administração municipal, no primeiro semestre deste ano.

De acordo com a licitação,  publicada no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) de quarta-feira (25), o processo será na modalidade de pregão presencial tipo menor preço e vai contratar empresa especializada para realizar cobranças extrajudiciais de crédito para o Município de Campo Grande.

A empresa vencedora, explicou Pedro Pedrossian Neto, secretário municipal de Finanças, será responsável por realizar cobranças extrajudiciais de contribuintes por meio de cartas, mensagens de celular, mensagens gravadas e ligações telefônicas.

“Desde o começo do ano, estamos trabalhando no combate à inadimplência em Campo Grande, o que já tem trazido bons resultados, como o aumento de 30% na arrecadação de setembro, em comparação com o ano passado. Esses valores, porém, poderiam ser ainda maiores se considerarmos que 30% da carteira de contribuintes tem algum tipo de inadimplência e a prefeitura não tem meios de fazer essa cobrança. Por isso, vamos contratar uma empresa terceirizada”, destacou.